TÉCNICAS ORIGINAIS | ESMALTAÇÃO EM METAIS

A esmaltação a fogo é uma das formas mais antigas de aplicação de cores em joias e objetos religiosos, sendo frequentemente utilizada em substituição a pedras preciosas.

O esmalte teve o seu auge durante o império Bizantino quando foi desenvolvido a técnica em esmalte cloisonné através da aplicação de formas mais livres de modo a criar imagens, o que também seria copiado na Europa ocidental.

A partir de Bizâncio ou do mundo Árabe, o esmalte chegaria à China entre os séculos XIII e XIV. Permaneceu bastante popular na China até ao século XIX, e ainda hoje é produzido. As peças de maior riqueza artística e valor comercial datam do início da dinastia Ming.

No período contemporâneo, o esmalte tem sido escolha preferencial para designers de joalheria em peças decorativas, como os ovos de Fabergé, as caixas de cobre esmaltadas dos esmaltadores de Battersea, e artistas como George Stubbs e outros pintores de miniaturas, sendo também uma técnica preferida na joalharia da Art Noveau .

A esmaltação é uma técnica usada na Joalheria geralmente como coadjuvante, colorindo pássaros, folhas e etc.. Paula prefere ousar e ultrapassar os limites dando ao esmalte o papel protagonista em suas criações.

A técnica de esmaltação é artesanal e requer uso de um maçarico comum de bancada ou fornos em alguns casos. Na chamada esmaltação a fogo, os metais mais utilizados são o cobre, a prata e o ouro.

O esmalte pode ser transparente, opaco, ou translúcido, uma variedade que ganha uma opacidade leitosa quanto mais tempo for aquecido. Pode ser aplicado na maioria dos metais, como o cobre, alumínio, aço inoxidável, ferro, ou aço laminado a quente, assim como ouro ou prata.

A cor no esmalte é obtida através da adição de vários minerais, sobretudo óxidos de metal como cobalto, praseodímio, ferro ou neodímio. Não é possível misturar cores de esmalte para formar uma nova cor da mesma forma que na tinta, processo que apenas produz pequenos cristais das duas cores.

“O esmalte me traz uma gama de possibilidades, o lúdico das cores, as combinações inusitadas e resultados inesperados. É onde me deixo levar pela intuição.” – Paula Mourão

Veja como é a nossa aula.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.